jusbrasil.com.br
22 de Agosto de 2019
    Adicione tópicos

    MP instaura Inquérito Civil

    O Ministério Público, representado pela promotora de Justiça titular de Defesa do Patrimônio Público, Elaine Maciel, enviou para publicação uma portaria instaurando inquérito civil público com o objetivo de apurar a possível compra de votos na eleição da presidência da Câmara Municipal de Fortaleza.

    Para dar início às investigações, a promotora requisitou cópias de programas de televisão onde teria havido trocas de acusações entre a prefeita Luizianne Lins (PT) e o vice-prefeito Tin Gomes (PHS), bem como o regimento interno da Câmara Municipal de Fortaleza.

    A instauração do Inquérito Civil Público vai possibilitar ao Ministério Público a coleta de todos os elementos probatórios em relação ao caso, podendo ouvir pessoas, requisitar informações e documentos e promover vistorias. Se convencido de que houve enriquecimento ilícito e violação aos princípios da Administração Pública, o Ministério Público poderá ajuizar ação civil pública para responsabilizar os agentes causadores do dano por crime de improbidade administrativa. Se nenhuma irregularidade for constatada, o processo será arquivado.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)